Na procura da Felicidade vou, passo a passo, até ao fim do arco-iris
Sábado, 25 de Agosto de 2007
Esta sou EU

É sempre assim! A primeira reacção que tenho face a más notícias é o pânico! Penso sempre no pior, fico sempre apavorada, o mundo parece cair a meus pés. No que diz respeito à vida familiar e a amigos sou mesmo assim. Não há nada a fazer. Felizmente que a nível profissional sou muito mais ponderada e calma. Segundo a minha psicóloga isso tem a ver com a minha sensibilidade no que se refere a sentimentos.

Tenho também, felizmente, amigos que me dizem as palavras certas. E refiro-me também aos amigos que recentemente encontrei neste mundo dos blogs. A todos agradeço profundamente.

Agora sinto-me mais calma. Os problemas mantêm-se mas estou bastante mais serena.

Quando iniciei este blog fi-lo como se de um diário intimo se tratasse, onde eu podia falar de mim, do meu dia-a-dia, do que gosto e não gosto, do caminho que percorro para ser feliz. Caminho esse a que chamei de arco-íris, onde, em cada passo que dou, posso encontrar motivos para me sentir feliz. Claro que também encontro obstáculos que tenho que ultrapassar para continuar a encontrar essa felicidade.

Confesso que não pensei em encontrar aqui tanta gente que me surpreendeu com a sua forma de estar na vida, com uma sensibilidade à qual não estou habituada, e que, com as suas palavras, me têm dado uma grande ajuda neste meu caminho. Sinto nas suas palavras uma sinceridade pura, até porque não me conhecem e, por isso, não existem motivos para não serem sinceros.

Estou a gostar desta experiência, está a ajudar-me bastante!

Sempre me preocupei exageradamente com o que os outros pensam de mim, porque foi assim que fui educada, a pensar na imagem que deixo nos outros. Aqui, não sinto nada disso. Escrevo o que sinto no meu interior, o que penso, o que me faz feliz, o que me magoa, sem me preocupar se alguém lê ou não, se acham bem ou mal, se me criticam, se não concordam, etc. Aqui sinto-me EU!

 


estou: mais tranquila, mais calma
som: "começar de novo", Simone

publicado por nofimdoarcoiris às 15:11
link do post | diz-me | favorito

11 comentários:
De Diogo Pereira a 26 de Agosto de 2007 às 00:26
Eu também sou assim! Quando quero ser eu próprio tenho medo de o ser porque acho que os "outros" me vão deixar para trás ou olhar de lado.

É o que dá ter uma coisa chamada "pilinha" e ser sentimentalista ao mesmo tempo :( Simplesmente não é bem aceite, porque nós (homens) temos de ser machões, seguros, com tudo controlado. Lamento, eu não sou assim..

Felizmente neste mundo, também posso dizer e ser o que quiser.


De nofimdoarcoiris a 27 de Agosto de 2007 às 12:22
É o que os blogs têm de bom! Mostramos o que somos sem medo que nos chamem pieguinhas! E aqui se vê que homem afinal também tem sentimentos! É bom haver homens como tu, com sentimentos.
Beijinhos


De Luar_Amigo a 26 de Agosto de 2007 às 01:06
Quando me divorciei, foi porque estava farto de ser quem não era na realidade. E devo dizer que só nos sentimos bem quando somos nós próprios, independentemente daquilo que os outros pensem ou não. Acredite que também só temos valor e somos respeitados pela nossa genuidade no que dizemos e fazemos.
Fico feliz por esta sua tomada de atitude e espero que assim continue, sem medo de ser VOÇÊ PRÓPRIA. Bjnhs :)


De nofimdoarcoiris a 27 de Agosto de 2007 às 12:24
Na nossa vida às vezes temos de ser actores para agradar aos outros. Aqui somos nós próprios, sem máscaras!
Beijinhos


De sociolocaminhar a 26 de Agosto de 2007 às 21:03
O que posso dizer, apenas que não percas essa maneira de ser.
Sei bem, o quanto é difícil viver sendo assim tão sensível.
Mas é simultaneamente maravilhoso, ter essa capacidade de penetrar o mundo e
Sentir a beleza que ele contém.
Sei bem, o quanto é difícil viver num mundo, em que quase se nos exige ser um outro.
Sei bem que: temos de enfrentar o difícil e o doloroso, mas também sei que a vida é ser capaz de continuar o caminho ainda que tudo nos pareça inultrapassável.
É essa capacidade de continuar, para lá dos horizontes do possível que, nos torna seres capazes de penetrar a felicidade e, compreender o sentido pleno do ser.


Bons sonhos




De nofimdoarcoiris a 27 de Agosto de 2007 às 12:26
Obrigada pelas palavras!
Bjs


De daplanicie a 27 de Agosto de 2007 às 12:36
Como me senti identificada com o que escreveste, amiga! Beijinhos


De nofimdoarcoiris a 27 de Agosto de 2007 às 13:49
É uma das coisas boas que aqui tenho encontrado. Consigo identificar-me em vários aspectos com as pessoas que aqui vou conhecendo, o que raramente acontece com as que me rodeiam. Talvez porque no nosso dia-a-dia, mesmo sem darmos por isso, vamos colocando máscaras, e aqui somos autênticos!
Bjnhos


De Diogo Pereira a 27 de Agosto de 2007 às 14:47
Não podia estar mais de acordo! Todos andamos mascarados.. se calhar existem muitas pessoas iguais a nós que vemos todos os dias só que cada um mascara o outro e assim sucessivamente. Mascaramos-nos para sermos bem vistos por máscaras. É pena..


De nofimdoarcoiris a 27 de Agosto de 2007 às 16:42
Pois é Diogo! E não seríamos mais felizes se conseguissemos tirar a nossa máscara e mostrarmo-nos exactamente o que somos? Apenas nos falta coragem. Temos medo de perdermos as pessoas de quem gostamos se não correspondermos à imagem que fazem de nós!


De Diogo Pereira a 27 de Agosto de 2007 às 19:57
Obviamente que seriamos mais felizes! Tomara eu ter nascido já a saber disto tudo :( Agora falta coragem.. parece tarde demais.


Comentar post

aqui estou eu
pesquisar
 
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Em jeito de despedida

Viver à Pressa

FELIZ NATAL

Roupa de criança

De volta

Férias

Perguntas ainda sem respo...

Mais um fim-de-semana

Delícias

potes
gosto

Diário de um Homem Sozinh...

Hoje e sempre

Sejam Bem-vindos

FELICIDADE

Antes só do que mal acomp...

Eu, aqui, agora, ontem, u...

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds