Na procura da Felicidade vou, passo a passo, até ao fim do arco-iris
Sábado, 19 de Janeiro de 2008
Semana complicada

Foi uma semana difícil quer a nível pessoal quer profissional.

A nível pessoal porque senti que a minha filha está a crescer, está a soltar-se das minhas asas, está a olhar para mim com outros olhos. Isso provocou em mim uma sensação de perda que eu acabei por confundir como se de uma traição se tratasse. Mas, felizmente, ainda tenho em mim a capacidade de lucidez suficiente para, após os primeiros instantes, conseguir distinguir uma da outra (e os comentários dos meus amigos também ajudaram).

A nível profissional porque o trabalho aumentou bastante e, de momento, não tenho grande ajuda. Isso fez com que, por exemplo, não tenha tido muito tempo para ler os post do "blogs habituais" nem para comentários ou novos post . E confesso que acabou por me fazer muito falta. Acabei por me sentir mais só.

Ando a passar por um grande crise de insegurança o que para muito contribuiu o afastamento que tenho sentido por parte de uma colega de trabalho, a qual tem sido, nos últimos anos, uma amiga e confidente. Costumamos nos tratar por "parceira". E éramos ! Parceiras de trabalho e de amizade. Mas nos últimos tempos, e sei que o nível mais elevado de trabalho para isso contribui, pouco falamos, apesar de nos sentarmos uma em frente da outra.

Nos últimos meses o meu humor tem sido muito inconstante e já tenho pensado que isso acabou por nos afastar. Talvez ela esteja um pouco farta das minhas "neuras" . E é aqui que se revela a minha insegurança!

Tenho pena que assim seja e seria mais fácil de suportar se ela não estivesse tão perto de mim. Sinto que precisávamos de um afastamento físico .

Sei que levo estes assuntos demasiado a sério e penso demasiado neles, mais do que deveria. Mas se há coisas que não consigo é controlar os meus pensamentos. Voam a alta velocidade, misturam-se uns com os outros, e acabam por deixar um nó na minha cabeça difícil de desatar.

 


estou:

publicado por nofimdoarcoiris às 08:58
link do post | diz-me | favorito

6 comentários:
De Gaybriel a 20 de Janeiro de 2008 às 14:10
Parece que terei muito que llêr por aqui. Existem fases assim cara blogueira, tudo corre bem até que de repente pufffffff descobrimos que nada era como pensavamos! Tb já tive as minhas neuras, tb afastei pessoas por não me entenderem, mas tudo isto faz parte da vida e com isto vamos crescendo um pouco mais e percebendo até que ponto estaremos ou não a ser correctos! Costumo dizer que qdo fazemos o "mal" para que nos possamos sentir melhor, então que seja feito...Viver rodeado de pessoas e sentirmo-nos sozinhos é mto injusto, por isso por vezes afastar e ficar só com os verdadeiros amigos é o melhor que há a fazer.... Beijo de um fã...Voltarei,


De nofimdoarcoiris a 22 de Janeiro de 2008 às 13:35
Quando passamos várias horas do nosso dia fechados num edificio tentamos que o nosso relacionamento com os que estão mais próximo seja o melhor possível. O erro, por vezes, é ligarmo-nos demasiado a certas pessoas. Muitas vezes acabamos por nos desiludir, ou elas connosco.
A amizade tem destas coisas, nem sempre é o que parece, quantas vezes nos enganamos ao avaliarmos os outros.
Tenho aprendido muito por aqui, e sei que ainda tenho muito para aprender.
Fico à espera que voltes...
Beijos


De guiga a 21 de Janeiro de 2008 às 17:24
Já procuraste falar com ela sobre isso? O melhor é falar e não tentarmos adivinhar o que se passa! Vá lá, não fiques assim. Força!
Beijinhos e uma óptima semana! *.*


De nofimdoarcoiris a 22 de Janeiro de 2008 às 13:29
Tens razão. A falar é que nos entendemos!
Beijinhos


De Lau a 22 de Janeiro de 2008 às 18:02
Olá "menina" :)
Pelo que li também não estás a passar uma fase muito boa na tua vida :(
Eu bem sei o que é ter uma filha adolescente...a minha tem quase 18 anos e aquela fase entre os 15 e os 17...é horrivel!!! Muitas discussões,muitas "omissões" (leia-se mentiras) muitas das vezes por parvoíces e simplesmente desnecessárias!!!
Os especilaistas chamam-lhe a " idade do armário"...eu cá prefiro chamar-lhe a idade da parvoíce :D
Mas isso passa-lhe, não stresses e sobretudo tem muita paciência,mmmmuuuuiiiittttaaaa mesmo!!!
Quanto aos amigos ...eu costumo dizer que isso é uma espécie em extinção :) ...são muito raros...
Mas quem sabe se esse afastamento da tua "parceira" não será melhor para ti???O tempo o dirá!!

Obrigado pela força e carinho que me deste ...
Fica bem *.*


De nofimdoarcoiris a 23 de Janeiro de 2008 às 12:09
Sabes que há dias em que certos problemas acabam por parecer ter maior importância do que a que realmente têm. Quando escrevi este post estava a sentir-me péssima. Confesso que me chegaram a cair umas lágrimas ao escrever. Agora, ao lê-lo, parece-me um pouco exagerada a importância que dei a certas coisas. É que o simples acto de escrever o que se sente ajuda, é como se estivesse a desabafar directamente com alguém. Na realidade sentia-me profundamente triste, como um cãozinho abandonado.
Encaro agora tudo com mais optimismo, e sinto-me bastante melhor.
Quanto à minha filha, acho que foi a primeira vez que tive a consciência que a minha filha é uma adolescente, que já não é a minha menininha. Vou mesmo de ter muita paciência...
Um beijo grande


Comentar post

aqui estou eu
pesquisar
 
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Em jeito de despedida

Viver à Pressa

FELIZ NATAL

Roupa de criança

De volta

Férias

Perguntas ainda sem respo...

Mais um fim-de-semana

Delícias

potes
gosto

Diário de um Homem Sozinh...

Hoje e sempre

Sejam Bem-vindos

FELICIDADE

Antes só do que mal acomp...

Eu, aqui, agora, ontem, u...

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds