Na procura da Felicidade vou, passo a passo, até ao fim do arco-iris
Terça-feira, 8 de Abril de 2008
As últimas...

Mas que dias horríveis, cinzentos, ventosos, chuvosos, com todos os adjectivos meteorológicos do pior. Felizmente os dias já são maiores e a luminosidade já é diferente, pelo que o cinzento já não é tão cinzento como o do Inverno.

O trabalho acalmou um pouco. Mas o ambiente por aqui não é dos melhores. Voltei a "tropeçar" num colega daqueles que parece ter um radar instalado. Apanha todo o tipo de informações para mais tarde as usar em proveito próprio. É um daqueles que sonha com promoções e não hesita e jogar sujo para o conseguir. Vai a reuniões em segredo, responde a questões que não têm nada a ver com o seu trabalho como se fosse um grande entendido, passa o tempo a fazer perguntas e a interromper os outros apenas para saber e depois contar ...

Mas destes eu já apanhei muitos e sei como lidar com eles. Podem ter uma carreira promissora, não tenho nada contra, mas não vai ser à minha custa nem a pisarem-me os calos.

Entretanto a minha máquina da roupa decidiu avariar (ainda há 6 meses tinha sido reparada). Os anos de serviço intenso fizeram-me ponderar na sua reforma. E depois de ter passado uma semana à espera de um reparador que nunca apareceu e a lavar roupa à mão  decidi-me por comprar uma nova.

Comprar um novo electrodoméstico tem um lado positivo e um negativo. Como negativo tem o gastar dinheiro. Por outro lado temos um elemento novo em casa o que é sempre aliciante. E, vamos lá, eu até mereço ter um brinquedo novo.  Sempre aprendo mais alguma coisa a ler as instruções da nova máquina. Embora eu seja daquelas que primeiro experimenta e só depois é que se lembra que existe um livrinho que nos dá as indicações para os primeiros passos.

A minha filhota também me anda a dar que pensar. Arranjou um amigos novos, com quem já fala há algum tempo na net . Conheceram-se através de uns fóruns de sites ligados a concurso virtuais de música. Lembro-me que há 3 anos conhecemos um deles quando fomos a S. Miguel (Açores). Durante as férias da Páscoa alguns deles promoveram um encontro e passaram uma tarde no Parque das Nações onde almoçaram e conviveram. Só que a maior parte deles tem 2 ou 3 anos e na idade dela essa diferença tem importância (ela só faz 16 anos em Setembro).

Veio agora com a ideia de se juntarem no sábado em casa de um deles, que mora só, em Lisboa, para fazerem uma sessão de karaoke. Não sei explicar, mas não me agrada a ideia de ela ir para Lisboa, para um local que eu não conheço, para uma casa que eu não sei onde fica, de um jovem que eu não sei quem é. É muita coisa desconhecida para mim. E não me estou a sentir bem com a situação. Não a quero proibir de nada mas já lhe dei a entender este meu desconforto. Espero que ela entenda mesmo que fica chateada por não ir.

 


estou:

publicado por nofimdoarcoiris às 08:45
link do post | diz-me | favorito

7 comentários:
De Lau a 8 de Abril de 2008 às 10:24
É isso mesmo...não te deixes pisar !!!
Gente dessa é o que mais há infelizmente...
Quanto á tua filhota...só te digo uma coisa : se fosse minha filha não ia de certeza !!!
Tens que saber dizer não de vez em quando,não achas???
Ela está numa idade muito complicada...mas nós pais não devemos ter medo de "impôr" certas coisas ,principalmente quando é a segurança deles que está em jogo !!

Fica bem e boa semana de trabalho


De nofimdoarcoiris a 9 de Abril de 2008 às 14:20
Tenho sempre este dilema, de querer que ela se divirta e ficar ao mesmo tempo preocupada. Mas neste caso a segurança dela está primeiro, e deixa-la ir para um local desconhecido com pessoas que não conheço minimamente, não.
Ela é uma miúda responsável mas os outros eu não sei, e ela ainda é muito nova.
Obrigada pelo apoio
Bjs


De Migas a 8 de Abril de 2008 às 22:48
Tou a gostar de ler!
Sim senhora. Logo tu que dizes ser insegura volta e meia, apareces aqui a defender os teus calos!
Em relação à tua filha eu não sei que faria, mas a minha mãe não deixava e eu até acho que ela fez um bom trabalho.
Se se quiserem conhecer que escolham primeiro um sitio publico, um shopping ou o parque das nações como da outra vez. Agora ir para casa de alguem completamente desconhecido... acho que a minha mãe não deixava.
Mete o pai ao barulho. Assim não és só tu a má da fita
Beijos


De nofimdoarcoiris a 9 de Abril de 2008 às 14:28
Os meus calos são mesmo muito sensíveis e não os deixo pisar. Mas a minha insegurança é mais no relacionamento com as pessoas fora do ambiente de trabalho, e é contra essa que eu luto.
Relativamente à minha filha expliquei-lhe o porquê da minha decisão em não a deixar ir. Pior que receber um não é não sabermos o porquê desse não. E foi o que aconteceu sempre comigo, não sabia o porquê de não me deixarem fazer certas coisas. Por isso sou sempre mais eu a falar com ela do que o pai pois ele é mais repentino que eu, eu sou mais ponderada.
Entretanto já mudou os planos e eu já arranjei forma de deixar toda a familia feliz.


De daplanicie a 9 de Abril de 2008 às 21:15
Detesto fazer o papel de Velha do Restelo mas parece-me um pouco arriscado (para dizer o mínimo). Espero que ela entenda que o teu interesse é apenas protegê-la e não prendê-la e que acabe por ceder ao teu desejo.
Beijinhos


De nofimdoarcoiris a 10 de Abril de 2008 às 09:04
Não sou o tipo de mãe que proíbe tudo. E ela tem-se mostrado responsável. Mas às vezes é preciso saber dizer não, um "não" justificado que ela pode não entender agora mas vai acabar por entender. O importante é sabermos transmitir aos filhos os porquês das nossas decisões e isso nem sempre é fácil.
Beijinhos


De guiga a 10 de Abril de 2008 às 17:05
Acho que fazes muito bem!!! Temos de colocar entraves, mesmo que hoje não compreendam, amanhã irão entender! :)
Beijos *.*


Comentar post

aqui estou eu
pesquisar
 
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Em jeito de despedida

Viver à Pressa

FELIZ NATAL

Roupa de criança

De volta

Férias

Perguntas ainda sem respo...

Mais um fim-de-semana

Delícias

potes
gosto

Diário de um Homem Sozinh...

Hoje e sempre

Sejam Bem-vindos

FELICIDADE

Antes só do que mal acomp...

Eu, aqui, agora, ontem, u...

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds